segunda-feira, junho 02, 2008

Haja saco

Alguém entra aqui no meu blog e posta comentários em vários textos publicados, porém todos comentários rudes, injuriosos, pretensiosos.
Eu fico pensando quem seria o desocupado. E mais: anônimo. Claro.
Seria querer demais que o gênio se apresentasse e dissesse: "Oi, sou o Fulano, e gostaria de lhe ajudar a escrever melhor. Seu blog está péssimo por isso, isso e isso, seria melhor se você fizesse isso, isso e isso".
Acho que tem gente precisando ir ao culto de milagres para expulsar o demônio de sua vida. Só pode ser isso.
Duvido que seja alguém que eu conheça, até porque meus amigos têm intimidade suficiente para dizer “não gostei”. A coragem é tanta que nem deixou um emailzinho, um link pro perfil, nada.
Vergonhoso.
Ninguém é obrigado a ler isso aqui, e aliás todo mundo sabe disso, tanto que quase ninguém lê, então faça um favor a si mesmo, fofo, e volte a ler aquele blog que você adoooora. Porque escrever, está claro que você não escreve, pelo menos não escreve bem.
Então se acha que estou fazendo errado, me ajude: não leia.

Update: Escrever, até a Zibia Gasparetto escreve. Não sei por que você acha que me interessa se você escreve ou não.
Quanta insistência! O que é isso, carência afetiva? Falta de alguém com quem conversar?
Não me interessam seus dados. Não entendo seu desejo de me contatar, de vir aqui ler, deixar seu e-mail, falar da sua vida e teimar em dar palpites. Entendo que seja meu fã, mas não exagere, tenha vida própria.
Vá procurar ajuda.

Nenhum comentário: