quinta-feira, novembro 05, 2009

Chelsea, lately

Há alguns dias assisti a um programa chamado Chelsea Lately. Até agora me pergunto se Chelsea é o nome da apresentadora ou o quê.
A dita-cuja tem uma cara tão sem graça e cínica que assisti-la me deu urticária. É daqueles tipinhos americanos que forçam tanto para ser engraçados que se tornam vulgares e feios.
Os entrevistados dela idem. Cada um competindo para ser mais espirituoso e rápido nos comentários sarcásticos e amargos sobre a vida alheia. As subcelebridades comentadas provavelmente sorriam condescendentemente da pobre moça e seus companheiros de esculhambação.
Mas como eu estava levemente alcoolizada e o controle remoto tem botões demais (e, tendo o copo de vinho em mãos, nada mais me importava), continuei assistindo àquele embaraçoso programa.
O assunto eram as mulheres (perdoe-me, leitor) "lobas" - velhas que gostam de namorar moços mais novos e os motivos pelos quais esses garotos se submetem a isso, que não vou comentar porque vocês sabem muito bem.
Em dado momento a apresentadora (Chelsea, talvez? Ah, que se dane) comentou que passou o final de semana no Rio com seu namorado e isso acabou com a imagem que ela tinha do Brasil e suas mulheres "maravilhosas".
Ela imaginava que as brasileiras fossem todas lindas e gostosas, porém todas que viu eram velhas gordas, queimadas de sol, de fio-dental e - ao que parece - a moda no Brasil é ter celulite.
Nesse momento quase fiquei sóbria porque, de fato, ela deve ter estado no Brasil. Caso contrário não teria falado com tanta propriedade. Mas essa gente daqui insiste que no Brasil só existe gente linda e que o resto do mundo é feio.
A verdade é que o Brasil é brega e as velhas daqui não sabem mais se comportar. Acham que são "lobas" e que mostrar o traseiro aos 70 anos é lindo e digno de aplausos. E realmente o que se vê na praia são mulheres esturricadas e pelanquentas que se acham A deusa.
Ninguém tem que ser perfeita, entretanto. Até a Gisele um dia envelhecerá (duvido) e embarangará (duvido).
Porém, não se trata de ser linda sempre, e sim de saber se comportar. Criem vergonha, coroas obscenas! Ninguém quer ver seus traseiros laranjados cheios de dobras e crateras em biquínis que nem suas netas deveriam usar.
Envelheçam com dignidade, usem roupas e acessórios apropriados, não nos matem de vergonha pelo mundo afora.
Incrível.

Um comentário:

Larissa Bohnenberger disse...

Pois é. Não sei se são todas, mas eu pude perceber que as coroas cariocas são queimadas do sol meeeesmo. claro, não acho que são só as coroas que se atiram na beira da praia sem passar protetor, mas as novinhas, provavelmente ainda não sentiram na pele as conseqüências disto. Quando fui para Natal - RN, tinham 3 casais cariocas no mesmo ônibus que eu e eu fiquei apavorada com a pele deles... se cada um deles mergulhasse em uma piscina olímpica cheia de loção hifratante, a piscina secaria em, no máximo, 5 segundos.