domingo, janeiro 09, 2011

Sandman é um fanfarrão

Eu tive aquele sonho novamente. Não aquele, aquele, mas um bem parecido com ele.
Acho que já contei aqui.
De repente eu estou no sítio e aparecem pessoas de todo jeito. Agora que estou acordada elas são bizarras, mas durante o sonho até que são bonitinhas.
Eu devo ter dismorfia corporal onírica. Não sei se existe isso, mas me ocorreu agora.
Então estávamos no sítio e tudo é tão trivial e razoável que nem parece sonho. Um churrasco de família. Só que aquela gente não é minha família. Aparece gente não sei de onde.
Um amigo meu diz que são pessoas que conheci em outras vidas. Se fosse assim, cadê os hunos? Cadê os incas? E os berberes, pigmeus, felisteus, e os anões da Branca de Neve?
Essa noite foi tudo muito parecido, as pessoas chegavam de carro para um fim de semana no campo. Mas chovia. E tinha umas crianças feias pra burro. Uma menininha com cara de menino (ela apareceu no outro sonho também, mas era filha de um amigo meu, não do Christian Bale).
Há partes bastante obscuras do sonho que eu gostaria de escrever para não esquecer, mas publicá-las seria embaraçoso. Então nos adiantemos para o final.
Um disco voador prateado apareceu e abriu uma cratera na terra revelando uma caverna escondida. Depois disso foi uma confusão. Todo mundo corria.
Agora o meu amigo da teoria das vidas passadas vai querer enfiar alguma caraminhola na minha cabeça referente aos E.T.s, tenho certeza.
Não sei como acaba o sonho.
Já revirei a casa várias vezes e ainda não achei o Christian Bale. Acho que foi abduzido.

Nenhum comentário: